O crescente negócio dos esportes

O crescente negócio dos esportes - O crescente negócio dos esportes

Quando se fala que futebol não é só um esporte, sem dúvidas essa afirmação está correta. Não só as paixões que desperta, mas também sua importância social e a necessidade da prática esportiva por uma questão de saúde física e mental.

Mas outra importância que foi explorada e é cada vez mais notável é o peso financeiro que os esportes têm. Diversas indústrias, como turismo, alimentação, e cultura se colaram aos esportes e ganharam com isso.

O enorme montante de dinheiro

O enorme montante de dinheiro - O crescente negócio dos esportes

A boa gestão dos esportes começou a criar receitas onde antes não existia. O exemplo do futebol não é o único, mas é o mais marcante por seu alcance global. Uma final de Copa do Mundo alcança 2 bilhões de pessoas e gera uma infinidade de opções: marcas querem expor seus produtos e empresas de todo tipo tentam se ligar a um evento de imensas proporções. Por exemplo, casas de apostas lançam seus Melhores bônus de apostas em eventos do tipo para conquistar novos clientes e fidelizar antigos.

Clubes de futebol também ficaram mais atentos a essas possibilidades e começaram a laçar produtos oficiais, vender direitos de televisão, espaços em seus uniformes, programas de sócio-torcedor, criaram estádios que oferecem muito mais que um lugar na arquibancada e expandiram suas marcas explorando seus potenciais.

Esse crescimento nas fontes de receita beneficia a todos, inclusive os consumidores. E ainda há muito espaço para crescer, como comprovam os eSports, ou esportes eletrônicos, que tiveram um crescimento imenso nos últimos anos e hoje já podem ser considerados populares, com milhões de seguidores e empresas explorando sua fama.